Barragem da Aguieira, Penacova +351 239 458 791

Barragem da Aguieira

  • Coordenadas GPS:N 40°20'25.126" - W 8°11'48.146"

A construção começou em 1973

A Barragem da Aguieira também conhecida por Barragem da Foz do Dão é uma barragem portuguesa de arcos múltiplos localizada no rio Mondego, a cerca de 2 quilómetros a jusante da foz do rio Dão, situando-se nos limites dos municípios de Penacova (distrito de Coimbra, margem esquerda) e de Mortágua (distrito de Viseu, margem direita), nas freguesias de Travanca do Mondego e Almaça respetivamente. A construção começou em 1973 e entrou em funcionamento em 1981. Os seus principais objectivos são a produção e fornecimento de energia hidroeléctrica, a irrigação agrícola e o controle de cheias, sobretudo na chamada região do Baixo Mondego.



Central hidroelétrica reversível

A central hidroelétrica entrou em funcionamento em 1981. É uma central hidroelétrica reversível. Pertence à Companhia Portuguesa de Produção de Eletricidade e é operada pela EDP e pela Iberdrola. A capacidade instalada de produção de energia eléctrica é de 270 ou 336 MW. A produtibilidade média anual é 209,9 GWh. A central hidroelétrica contém 3 turbinas de Francis cada uma com 112,4 MW de potência nominal.[2] A velocidade nominal das turbinas é 125 rpm. A queda bruta mínima é de 53,4 m e a máxima de 71,6 m. O caudal máximo por turbina é de 180 m3/s. A Barragem da Raiva é o contra-embalse da Barragem da Aguieira / Foz do Dão. Quando as turbinas da Aguieira bombeiam água de jusante para montante, cada turbina tem uma potência máxima aborvida de 91 kW e um caudal máximo de 156 m3/s.